Archive for the 'Trailers' Category

‘No Promises’: Começar 2007 em Beleza

Janeiro 10, 2007

carlabruni_ifyourecominginthefall.JPG

play_3475.gif Carla Bruni – “If You’re Coming In The Fall” videoclip1.gif

Se o link não funcionar podem ver AQUI

(…)

Para começar em beleza, o novo ano traz de volta Carla Bruni, a cantautora que há 4 anos surpreendeu tudo e todos com Quelqu´un m´a Dit. Tenho andado a escutar No Promises com atenção e em crescente devoção, confesso. A somar à música, a delicadeza estética do projecto gráfico do álbum: muito, muito bonito.

Sob o efeito do entusiasmo que me invade ainda, recomendo vivamente o trabalho de composição de Carla Bruni sobre poemas de autores como o poeta irlandês William Butler Yeats, o inglês Wystan Hugh Auden, Christina Rossetti (grande senhora da poesia britânica do séc. XIX), Walter de la Mare, Emily Dickinson e Dorothy Parker, referências de eleição da literatura norte americana.

Há um player online, no MySpace da cantora, onde se podem ouvir todas as faixas de No Promises  AQUI.

carlabruni400_nopromises.JPG

Anúncios

Ambiente | Contra o ‘Aquecimento Global’

Dezembro 29, 2006

savesanta1.jpg

Clique na imagem acima para ver o vídeo e assine o manifesto para ajudar a salvar o Papai Noel do aquecimento global.

Com a devida vénia à Denise.

Sábios Bichanos vs. Humanos Incompreensíveis

Dezembro 2, 2006

 merlinmorgana.jpg
Outra vez, os gatos!…
Esta manhã: Merlin e Morgana, aproveitando juntos os poucos raios de sol deste sábado cinzento, felizes por terem um quarto com vista, dentro da mesma casa.
Fico a olhar os bichanos. Provavelmente absurdo, este trivial prazer. Humanamente incompreensível – para alguns – o amor entre animais. Provavelmente, mais absurdo ainda, para eles – Merlin e Morgana – se lhes contasse… se lhes falasse dos nossos humanos incompreensíveis. Mas não falo. Para quê estalar-lhes a felicidade com falsos problemas metafísicos?!

Chico Buarque e Elza Soares“Façamos”
Para ver e escutar AQUI

Essa mulher sabe o que fazer de uma loira!

Novembro 14, 2006


White Stripes“I Just Don’t Know What To Do With My Self”

A actriz é Kate Moss, a realização é de Sofia Coppola. O resultado? O resultado é o que se vê: irresistívelmente belo!… Como sempre acontece quando uma mulher sabe cercar outra por todos os ângulos, sem deixar fuga. Enquanto a olha.

Momento IV | Bonus extra

Novembro 7, 2006

… Reprise dedicado a ti,  que te ausentaste justamente  na hora H e não estavas aqui no momento certo! 

Chico Buarque“Ela é dançarina”
(Show Carioca – 2006)

aspas_azuis214.jpg  O nosso amor é tão bom
O horário é que nunca combina
Eu sou funcionário
Ela é dançarina
Quando pego o ponto
Ela termina

Ou: quando abro o guichê
É quando ela abaixa a cortina
Eu sou funcionário
Ela é dançarina

No álbum Uma Palavra, em 1981, lê-se assim: «Eu quero dormir e ela precisa dançar». Invertendo os papéis: você é funcionário e eu sou dançarina. E fica perfeito o retrato: igual, eu diria!… Papel químico: decalque fiel. Eis o porquê! Aqui, o diagnóstico! Não deverias, pois, Querida, ter escolhido justamente aquele instante para te ausentares, mesmo que por breves minutos. A pontaria foi-te fatal porque perdeste precisamente o momento da revelação da fórmula mágica para solucionar a “coisa”. Por sorte sobrei eu e como estava atenta posso contar-te. Segundo ele, segundo o poeta, segundo o cantor, ainda que seja assim, esse eterno e permanente desencontro “descasado” –  e a fazer fé na intuição e na ciência do artista –  nem tudo está perdido, Querida!… Anima-te, vá lá. Se tudo correr bem:   «No ano dois mil e um / se juntares algum / pedes uma licença / E a dançarina, enfim / Já te jurou / que faz o show / só pra ti!…»

Momento III | Acerca de brinquedos, quintais, fatalidades e noites que não têm mais fim

Novembro 7, 2006

de ontem…

… até hoje

Chico Buarque“João e Maria” (letra de 1977 sobre música composta por Sivuca em 1947)

Momento II | Breve teoria explicativa do Genesis

Novembro 7, 2006

imagina.jpg

aspas_azuis214.jpg  Sabe que o menino que passar debaixo do arco-íris vira moça, vira
A menina que cruzar de volta o arco-íris rapidinho volta a ser rapaz
A menina que passou no arco era
O menino que passou no arco
E vai virar menina
Imagina
Imagina

“Imagina”Tom Jobim e Chico Buarque (1983)

Show Carioca – 2006, versão cantada ao vivo com Bia Paes Leme.
Para ver e escutar: AQUI

Momento I | Dois talismãs

Novembro 7, 2006


Chico Buarque“Eu te Amo” e “Palavra de Mulher”
(Show Carioca – 2006)

Chico é grave. Muito, muito grave. Real como a carne. Digo. Tenho a certeza. E não, não esqueço. Não quero, nem tão pouco quero. É impossível. E é bom que me lembre e não esqueça. Sempre. Queimados os navios, depois de se ter amado feito pagãos, e acabar com as pernas, tantas vezes confundidas, a falhar na hora de partir, quando a sorte resta entornada pelo chão, e ficar com as roupas ainda no armário e os seios ainda nas mãos. Voltar feito viciada mesmo que a história seja só mais uma quimera e haver uma outra vadia no lugar. Descobrir que afinal o ego era mais forte e o amor mais pequeno. Palavra de mulher: é sem concerto, não tem remédio. Nunca mais se esquece. Eu sei. É o maior medo: que o melhor seja desistir de vez e nem pagar para ver. Se a dor volta ou, quem sabe, o milagre acontece e vai embora de vez. Para nunca mais se lembrar. Como até agora, como até aqui. A cada instante. Por melhor que ás vezes chegue. Desistir de regressar ao lugar de todas as tristezas e ficar enfim onde se é mais feliz.

(…)

Olho em volta: tanta gente ali, junta sob o mesmo credo…  há-de haver alguém que entenda, enquanto escuta, de que se fala afinal quando se canta. Não é possível que de entre os muitos que (quero crer!), não pagaram pelo ingresso só para marcar presença no happening da season, não haja alguém que entenda, alguém em quem o está sendo dito a cantar faça sentido, alguém para quem não seja só mais uma canção, não seja apenas e só o tema que se seguiu no alinhamento do repertório. Por acaso. Por mero acaso. Por capricho do artista. Será que se perguntar alto me mandam calar? Será que se perguntar alto me ouvem? Será que me respondem? Ou será que a minha pergunta vem perturbar o escuro, o silêncio, o espectáculo, o fim pago pelo ingresso? Não sei. Por isso fico quieta. Basta quieta. É tudo. Como as canções. Estas. As duas. Talismãs meus que não espero que mais ninguém reconheça. Basto eu. É tudo.

* grata a Tauil, autor do video, pela cortesia.

Google Earth James Bond

Outubro 25, 2006

Para o lançamento da colecção The James Bond Ultimate Edition DVD, a MGM Home Entertainment criou uma versão do Google Earth que integra detalhes dos filmes da saga. Em cada locação apontada no mapa, há informaçoes e curiosidades sobre as aventuras de 007. O Google Earth James Bond inclui ainda uma visita virtual ao Pinewood Studios, onde a maioria das cenas dos filmes do agente secreto são rodadas.
Com a devida vénia ao Blue Bus.

TV | Just can’t get enough?

Outubro 24, 2006

lword_download.jpg

O canal de televisão Showtime e a Amazon.com formaram uma parceria para disponibilizar o download de episódios da série The L Word.
Para já o acordo diz respeito à season 2 e custa $1.99 por episódio.

Song | “Madre del deseo que el rio cantó”

Julho 20, 2006

aguaderosas_vertical.jpg

A Lila contou-me que nas montanhas mexicanas de Oaxaca, as Mulheres-Feiticeiras de Juchitán usam a água de rosas como remédio contra a tristeza.

aspas_azuis22.jpg  Eres… vara de Romero
madre del deseo
que el rio cantó
Eres… suripanta del pueblo
la mujer que mas quiero
que me da de beber
Agua de Rosas
dame de beber
Ay… Ay…
Que esta tristeza
acabe de una vez…
Ay… Ay…

* canção inspirada no livro de Macario Matus, Entre Las Sombras de Monte Alban, e dedicada “a la finada ‘nena’ Idalina Linares
play_342.gif Lila Downs – “Agua de Rosasvideoclip.gif

Video | Passando ao resumo: “This is the way that we live… and love”

Julho 2, 2006

The L Word Intro Season 3

[grouper=mtg/mtgPlayer.swf?gvars=vurl~http%3a%2f%2fgrouper.com%2fflv.ashx%3fid%3d985265_rf%7e316958_vfver~8_ap~0_extid~-1;321;265]

Spot de introdução para a 3ª série de “The L Word”. Confesso que a sequência de frames da porta do banheiro, onde se lê “MEN” me diverte particularmente!