Momento I | Dois talismãs

Novembro 7, 2006


Chico Buarque“Eu te Amo” e “Palavra de Mulher”
(Show Carioca – 2006)

Chico é grave. Muito, muito grave. Real como a carne. Digo. Tenho a certeza. E não, não esqueço. Não quero, nem tão pouco quero. É impossível. E é bom que me lembre e não esqueça. Sempre. Queimados os navios, depois de se ter amado feito pagãos, e acabar com as pernas, tantas vezes confundidas, a falhar na hora de partir, quando a sorte resta entornada pelo chão, e ficar com as roupas ainda no armário e os seios ainda nas mãos. Voltar feito viciada mesmo que a história seja só mais uma quimera e haver uma outra vadia no lugar. Descobrir que afinal o ego era mais forte e o amor mais pequeno. Palavra de mulher: é sem concerto, não tem remédio. Nunca mais se esquece. Eu sei. É o maior medo: que o melhor seja desistir de vez e nem pagar para ver. Se a dor volta ou, quem sabe, o milagre acontece e vai embora de vez. Para nunca mais se lembrar. Como até agora, como até aqui. A cada instante. Por melhor que ás vezes chegue. Desistir de regressar ao lugar de todas as tristezas e ficar enfim onde se é mais feliz.

(…)

Olho em volta: tanta gente ali, junta sob o mesmo credo…  há-de haver alguém que entenda, enquanto escuta, de que se fala afinal quando se canta. Não é possível que de entre os muitos que (quero crer!), não pagaram pelo ingresso só para marcar presença no happening da season, não haja alguém que entenda, alguém em quem o está sendo dito a cantar faça sentido, alguém para quem não seja só mais uma canção, não seja apenas e só o tema que se seguiu no alinhamento do repertório. Por acaso. Por mero acaso. Por capricho do artista. Será que se perguntar alto me mandam calar? Será que se perguntar alto me ouvem? Será que me respondem? Ou será que a minha pergunta vem perturbar o escuro, o silêncio, o espectáculo, o fim pago pelo ingresso? Não sei. Por isso fico quieta. Basta quieta. É tudo. Como as canções. Estas. As duas. Talismãs meus que não espero que mais ninguém reconheça. Basto eu. É tudo.

* grata a Tauil, autor do video, pela cortesia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: