Script # 34| Meia Hora

Novembro 17, 2006

esperei.jpg

Esperei. Por todo o Inverno, esperei. Esperei por todo o Verão. Nunca ninguém veio. Ninguém veio buscar-me. Nunca mais. E quando o tempo das estações se repetiu, levantei-me e fui-me embora.  Não se enganou quem me deixou sentada. Fui capaz de ficar parada, sim, onde me deixaram, sem precisar de pedir, parada onde me sabiam. E continuariam a não se enganar, se ao menos tivessem percebido  também o que faltou: que eu saberia esperar por tudo, sim, mas não saberia jamais esperar por nunca mais.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: