«… E o dia amanheceu em paz»

Novembro 4, 2006

Não pergunto pelo «aperto no peito», nem pela «angústia», nem por nenhuma dessas coisas que sei que sabes, mas dizes não perceber. Já não pergunto por nenhuma das coisas que não queres que eu saiba, não vês?! Limito-me a abrir os olhos e a ouvir no vazio a tua voz voltar a chamar-me pelo nome há tanto e tanto tempo esquecido. O resto entrego a ti e ao que quiseres fazer com isso, entrego ao vento, deixo ao “Deus dará”…. Porque «diz que sim / diz que dá / diz que Deus dará /  E eu não vou duvidar, ó nega!». Só amanhecer. Só acordar. Assim: pequena e em paz.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: