Flashback: quando agarravas o volante sempre a pensar em me voltar depressa

Novembro 3, 2006

estradaa1.jpg

Costumavas agarrar o volante, fixar a estrada (nunca perder a estrada, nunca te perderes da estrada!) e só nos ver a nós, sempre e só a nós, sempre a pensar em me voltar depressa. Costumava ser assim e era bom!… Era bom ser assim e era bom ser “sempre”! E era por isso que amava tanto amar-te. Tanto! Amar-te tanto.

(…)

Defendo-me, eu sei, desta possibilidade que me apavora: de voltar a ser como era antes, mas ser só eu e tu já não!

(…)

… acho que a propósito de, por todo o dia, ver chover fora de casa, e ouvir as notícias do temporal que vai para Norte, e de estar aqui e te saber aí, e de não estar inteiramente ao meu alcance o (talvez) desejável poder de conseguir impedir que a memória exerça a sua função: não lembrar. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: