Enquanto escovo os dentes…

Outubro 27, 2006

moleskine_1917.gifFinalmente!… Em duas semanas, um dia de sol. Infelizmente não vou poder sair da cidade, este fim-de-semana: o carro voltou em tempo da oficina, mas os compromissos não param de surgir na minha agenda, como se fossem cogumelos… não exactamente todos “envenenados”, é certo. Há que admitir que grande parte se confunde com puro lazer, mas mesmo assim!… Preferia estar livre e poder sair de Lisboa. Não sei dizer o que seja, mas alguma coisa aqui me cansa terrivelmente e me enche de um tédio quase deprimente. É como se nada do que surge associado a este espaço me conseguisse cativar o suficiente, como se nada nem ninguém constituissem, por si só, um motivo válido e forte para me fazer valer a permanência dos dias e das noites por estas paragens.

Lembro-me que Red Bull tem guardada a agenda que esqueci no carro, depois da viagem de trabalho ao Norte. Faz-me falta a agenda, mas adio o telefonema para combinar resgatá-la de volta. Tenho pensado nessa falta de vontade imensa que me invade, à simples ideia de falar, ver ou estar com Red Bull. Não elaboro demasiado, confesso. Fico-me pela estranha sensação de “desprazer” que hoje em dia que atinge só de pensar que nos vamos encontrar. É tudo demasiado frio e seco e isso além de desagradável, torna-se sempre excessivamente incómodo para o meu gosto. Já sei que vai forçar palavras que já não sinto vontade de lhe dizer, que depois há-de ficar aquele silêncio sem nenhum interesse que lhe provocará um certo fel ressabiado nos gestos e nas ‘alfinetadas’. Já sei que vai querer saber mais do que deve e que não vai gostar de se dar conta disso. Já sei que vai socorrer-se de mais ligeireza e indiferença para sobreviver à surpresa e à contrariedade que a realidade lhe causa. E depois hei-de ficar eu a pensar como tudo pode mudar assim, como posso eu saturar-me, hoje em dia, tão depressa na sua presença, e o sentimento há-de servir para me por mais um bocadinho em causa o passado e as verdades adquiridas e absolutas, aquelas que antigamente nem por um minuto me passava pela cabeça questionar (nem nos momentos mais tristes) e que agora, por serem tão contraditórias com o que ficou no presente, me parecem absurdas e impossíveis, um tremendo equívoco longínquo, vindo dos cafundós da memória, um muito bem disfarçado logro, uma mentira contada de forma muito convincente, mas totalmente sem sentido, se eu tivesse parado por um minuto, nessa época, para observar com mais detalhe.

Sinceramente (gostaria muito de dizer o contrário, sobretudo tratando-se de quem foi), acontece porém que, nos dias quie correm, não gosto de ter notícias nem voltar a ter que me encontrar com Red Bull. Passaria muito bem sem ver com os meus próprios olhos até onde alastrou o rasto de destruição do que em tempos foi irrepreensivelmente perfeito!… Passaria lindamente sem ter que presenciar o quanto tudo se escaqueirou em nada e em como hoje não tenho sequer o que dizer para manter uma conversa, a não ser falar do tempo, do trabalho e dos outros, com a agravante que, até mesmo sobre essas coisas, me fica sempre o desconforto de achar que nem sobre isso deveria abrir a boca porque, bem vistas as coisas, Red Bull nem tem nada a ver com isso! E perceber tudo isto é tão triste, tão deprimente, tão decadente e embaraçoso, que (mesmo que eu não queira) me causa um constrangimento suficiente para me estragar o dia e tirar a boa disposição!

Já pensei mandar um SMS e pedir que quando lhe der jeito, deixe na caixa do correio, mas sei que ia dar pinotes de fúria. Ia considerar uma ofensa: a caixa de correio e o SMS. Podia pedir que entregasse a Ally McBeal, que até me daria mais jeito: quando tomassemos café trazia-a logo comigo… Mas por certo ficaria uma onça só com a ideia de me ser mais fácil ter tempo para me encontrar com Ally McBeal do que consigo… Também podia ligar, em vez do SMS… mas a simples ideia daqueles telefonemas inenarráveis de tão non-sense, ainda me parecem um calvário pior do que um encontro rápido de 5 minutos, tipo “toma lá, dá cá”, “tudo bem?!”, “tudo! E contigo?”, “também!”, “pronto, olha desculpa lá mas tenho imensa pressa, já estou atrasada!”, “de nada, de nada! obrigada! Desculpa a chatice!”…. Estou sem saber o que fazer, é o que é! E “o que é” é triste por ser assim e não de outro modo qualquer, essa é que é a verdade. Porque é que eu me fui esquecer da minha agenda?? Porquê?! Porquê?! Estou capaz de me fustigar a mim própria por ter deixado que ficasse um pretexto pendurado, a pedir mais um encontro, a servir de desculpa para o indesejável, a pairar como pretexto para o que já não é tolerável que aconteça.

Mais vale recuperar a agenda de uma vez e acabar com isto. De uma forma ou de outra sei que não vou estar inteiramente tranquila enquanto a situação me andar a sobrevoar o desconforto. E depois é fim de semana e há que estar mentalmente disponível para aproveitar os dias soalheiros que o boletim metereológico promete para os próximos 3 dias!

… ou, então, esqueço de vez a agenda, aproveito a tarde livre e este sol maravilhoso, vou até ao Chiado e compro outra! Novinha em folha!… Com muito espaço para voltar a preencher com a confusão dos dias… Sim, o embróglio das coisas para fazer e dos compromissos! Ai… ! E lá me lembro eu da super-lotação das horas, pelo menos até ao meio do mês que vem!… E lembro-me das coisas que se sobrepõem, da dor de cabeça que vai ser chegar para “as encomendas todas” e da disponibilidade que isso me rouba, e da impossibilidade de sair da cidade como me apetece e estava habituada a fazer, da obrigatoriedade de ficar de pés e mãos amarrados, sem poder fazer a mala e sair daqui para fora como tanto me apetece!!… Tanto!… Tanto!…

P.S. – Sejamos optimistas, vá!… seria bem mais grave se em vez daquela agenda fosse a minha moleskine!!…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: