Leio | ‘Hemingway and the Mechanism of Fame’ – M. Bruccoli & J. Baughman

Outubro 14, 2006

3599.jpgQue me desculpem os queridos leitores, mas talvez este papo se destine demasiado em concreto às caríssimas e caríssimos que hoje estavam à mesa connosco, no almoço tardio que se arrastou preguiçoso e prazenteiro naquele varandim soalheiro, de frente para o Atlântico.

Creio que a propósito da entrega do Nobel da Literatura a , discutia-se a veleidade ou não de um autor se promover para que com isso a sua obra ganhe outra expressão junto do público. Mantenho a minha ideia: não me choca esse trabalho paralelo do escritor, essa sua imagem de quase markteer, esgravatando por visibilidade. Se os autores que esse mesmo anseio reúne me são mais ou menos apaixonantes, é outra conversa, outra questão. Sois disant: tout d’abord, j’aime la parte maldite!And so what, minhas caras, meus caros? Disse e repito: com quanto essa auto-promoção reverta para que mais e muitos cheguem à obra (por pior que ela seja), não consigo ver no facto nada de obsceno. Tenho para mim que a outra metade do caminho só se cumprirá por mérito das páginas e das linhas escritas. Sem esse outro complemento nada feito, donde tanto faz se o escritor arrebanhou ou deixou de arrebanhar para o seu lado seja que artifício de auto-promoção for. Digamos que, a partir deste ponto do caminho, ou a obra cativa e o livro se vende por si mesmo, ou não há mais nada, nem niunguém que possam fazer por ele seja o que for. Nem mesmo o autor que o escreveu.

Para contrariar a minha convicção, sugiro à leitura o ensaio  Hemingway and the Mechanism of Fame – (sinopse AQUI) –  recentemente lançado por Matthew J. Bruccoli e Judith S. Baughman sobre Ernest Hemingway (também ele premiado com o Nobel). O livro reúne uma notável compilação extra-literária do autor: ensaios, prefácios, anúncios publicitários, fotoreportagens, etc, no intuito de demonstrar a tese segundo a qual E. Hemingway foi famoso por ser famoso: 

aspas_azuis25.jpg  Hemingway had many of his exciting exploits recorded by press photographers. He got in on everything, even the D-Day invasion. He was always showing up in some high-circulation magazine like Life with a big fish on the hook or hunting rifle in hand. His visage was (and is) immediately recognizable. And he had no problem letting that familiar visage appear in ads, for which he also wrote the copy. In one he promotes Ballantine Ale (while sitting in a deck chair with a book open) writing, “You have to work hard to deserve to drink it. When something has been taken out of you by strenuous exercise, Ballantine puts it back in.” There’s one for Pan American Airlines (“We started flying commercially about the same time. They did the flying. I was the passenger.”), and another for Parker 51, “The World’s Most Wanted Pen,” to whose ad Hemingway lent his face and a paragraph (presumably in his handwriting) on the horrors of war.

Para corroborar o que eu própria penso, sugiro a leitura deste artigo sobre o livro, «For Whom the Shill Toils», de Paul Devil:

aspas_azuis25.jpg  What’s wrong with literary self-promotion? Is it crass to energetically promote a novel or collection of poems or short stories that you have worked long and hard upon, and from which you hope to make a few dollars? Is there something immoral about an author renting out his image to build up his brand? Why should only rappers and athletes have their names on sneakers? If Ernest Hemingway were alive, he’d have his name on everything.
[This new book] demonstrates that when self-promotion is done by a marketing master, it can approximate art.

hemingway400.gif
Foto: Ernest Hemingway

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: