Script #22 | Muito Estranho!…

Outubro 9, 2006

50utubro2006_z.jpg

Quero-te aqui: a resolver em segundos o curto-circuito do candeeiro, a lavar da torneira os grãos de calcário presos na rede do filtro, a remediar persianas que não correm, a decidir fechaduras, estores, largartas, grades de ferro forjado. Sinto a falta do teu riso escancarado, das palavras roucas que saem da tua voz possante e sem medida. Sinto falta desse teu jeito de sempre resolver tudo, sempre ter resposta e solução para tudo, desse teu jeito seguro de mover o mundo com um sopro, de recolocar a vida dentro dos eixos, de engendrar sempre um plano B para todas as contingências do lado prático da vida. Falta, de te ver entrar sem dor no mar gélido, da tua silhueta de sal nos entardeceres no areal, imune às gaivotas e à humidade das ondas em fúria. Falta de ti, que não permites que nada me preocupe ou incomode, que não deixas que nada me atrapalhe ou tire o sono, que me antecipas qualquer sobressalto ou tropeço, antes mesmo de eu perceber as irregularidades do chão e os contra-tempos do quotidiano. Sinto falta de ti, Dama de Aço. Não sei o que me está a acontecer. Só sei que é estranho. É mesmo muito estranho, mas é assim. Mesmo que não fosse para ser.

play_342.gif  Simone – “Muito Estranho”  nota_animada2.gif

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: