Mood | 3 dias e 1/2

Setembro 18, 2006

calend.jpegGente, acordei animadíssima: percebendo que era segunda-feira, deitei contas ao calendário e acordei de frente para uma realidade feliz: só faltam 3 dias e 1/2 para voltar a sair de Lisboa de fim-de-semana!
Minutos depois encontro Demónio de Guarda na banca dos jornais (hoje madrugou, hein?!) e acabamos por tomar a café da manhã juntas. Partilho a feliz descoberta com um sorriso rasgado de orelha a orelha: faltam só 3 dias e 1/2 para me ver livre da cidade e fugir daqui para fora outra vez! Demónio de Guarda pára um instante com a xícara na mão, faz um ar sério, olha parta mim e é então que diz: «Achas normal viver a contar os dias para deixar tudo para trás?» Resposta, pronta e rápida: não, na verdade não acho, mas o que é que se vai fazer?! Hoje em dia é esta a realidade. É assim e não tenho vergonha nenhuma de o assumir. Demónio de Guarda pensa um pouco: «Se aquilo que te entusiasma é contar os dias para sair da cidade onde moras, voltar as costas ao trabalho que fazes, etc, etc… Como é que podes acordar assim tão deslumbrante e ser feliz??» Confesso que a pergunta me interpelou fundo, tão fundo que, desta vez,  a resposta demorou tempo a percorrer o caminho até à superfície, onde precisa de chegar para poder ganhar voz. Mas depois digo simplesmente: porque hei-de morrer esta eterna optimista! Agarro-me sempre ao melhor lado das coisas, eu creio.

Sim, é verdade: é me permitido continuar a prosseguir no “capricho” de manter a profissão que amo, todavia fazendo um trabalho de que não gosto porque não me empolga. Por força das circunstâncias, concedi aos argumentos de razão de que urge conservá-lo. Acato mas não me convenço. Agradeço mas não me satisfaço. Aceito esta inconveniente conveniência como momento transitório, meramente necessário e pontual, residual ao tempo que por vezes as coisas demoram a passar de um estado ao outro, isto é, a retomarem o encaixe de outros tempos numa lógica de sentidos perfeitos e finalidades desejáveis. Até lá, e enquanto isso não acontece, prefiro não me martirizar excessivamente e recuso angustiar-me numa tortura diária. Já basta que a realidade não seja, ao momento, exactamente a que escolhi e aquela por que tenho andado a lutar desde que me conheço!… Qualquer um destes dias ela volta, eu sei. Não tarda muito voltam a estar reunidas as condições de possibilidade para que tudo seja tão melhor quanto costumava ser.

Enquanto isso – lamento muito, mas não tenho pena – vai sendo assim: já me basta ter que estar presa a esta cidade porque tenho que trabalhar, já me basta trabalhar ali e o meu trabalho, hoje em dia, ser aquele!… Executo com rigor, tento ser irrepreensível e fazer as coisas de forma a que as pessoas não estranhem que não mais consigo colocar-me inteira no que faço, como estavam habituadas a ver-me fazer. Mas o ânimo mesmo, o verdadeiro entusiasmo e o grande acalanto, é o que me vem em razão inversa!… Encontro motivação para suportar Lisboa e os motivos de força maior que me prendem aqui, a contar os dias que faltam para me ver livre, ser eu e ser feliz. Como acontece com esta função de prestígio que actualmente desempenho, num cargo que não me importa, num trabalho que não me arrebata, apesar de caber na profissão que tanto amo: a energia para encarar um novo dia neste “emprego” encontro-a eu a pensar que, quando chegar ao final do dia, já faltará menos tempo para ser fim-de-semana e folga outra vez!… faltará ainda menos tempo para estar livre de novo e poder por-me a milhas desta cidade que me oprime, deste cargo que ocupo e não me diz nada, deste trabalho que faço com toda a facilidade, mas onde não me reconheço nem um pouco.

Assim sendo, despeço-me de Demónio de Guarda com um beijo bem disposto e concentro-me naquilo que verdadeiramente importa: já só faltam 3 dias e 1/2 para ir de fim-de-semana!… Porque isso sim, nesta altura da vida e da forma como ela teima em ainda se desenhar, isso é que é importante!!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: