Os cornos da Lua e outros encantamentos

Agosto 10, 2006

luacheia150.jpgAinda profundamente impressionada, eu, com esta gigantesca bola de Lua que continua visível no céu, quando me levanto às 7 e pouco da manhã. Esta lua que me andava a fazer esperar ansiosamente pela noite passada, sim. Sem saber porquê, confesso. Só por precisão, eu acho.
Ontem á noite, ao telefone com Ally McBeal, tentei explicar que não sei muito acerca da Lua e que em tudo o mais me limito tão só a intuir-lhe as direcções e a pressentir-lhe a espessura, o brilho e a gravidade. Fora a força, o magnetismo e a intensidade, sei apenas o básico, o que se aprende nos bancos da escola. Sei que as fases lunares resultam da posição relativa entre a Terra, o Sol e a Lua. E sei que, em média, a Lua demora 27 dias, 7 horas e 43 minutos a dar a volta à Terra, porque um dia me interessou o tempo (isto se não me tiverem enganado no cálculo!). E também sei que o Sol ilumina sempre a metade da Lua que para ele se encontra voltada (excepto durante os eclipses lunares, que ocorrem quando esta atravessa a sombra da Terra). Sei o básico: sempre que o Sol e a Lua se encontram em lados opostos da Terra, a Lua surge Cheia, um grande circulo, gordo, grávido e brilhante; e que quando está entre o Sol e a Terra se oculta na escuridão e lhe chamamos Lua Nova. Nos períodos que vão de uma a outra fase, a superfície iluminada da lua, ora alastra até mais não poder e atingir a Lua Cheia, ora vai diminuindo até desaparecer e alcançar a Lua Nova. Sei que tudo o que é intermédio consideramos Quarto e que esses quartos, essa espécie de gomos fatiados em maior ou menor espessura, designamos por Crescente ou Minguante. E depois também sei, por ouvir dizer, que «a Lua é mentirosa» e que quando diz que está a crescer, desenhando um «C» no firmamento, está na realidade a minguar, e vice-versa. Prefiro pensar na Lua como uma verdade invertida suspensa no firmamento, como um reflexo de espelho a luzir no céu da noite. Um dia ouvi dizer que «os cornos da Lua estão sempre apontados para o Sol». Gostei da expressão:… «os cornos da lua»! Também gostei da ideia de se virarem para o Sol. Pareceu-me bem, o Sol! Parece-me sempre bem, o Sol. Extremidades curvas, oblíquas ao círculo, voltadas para a direcção onde o Sol nasce ou se põe… Está certo, pensei, assim sendo nunca poderiam baixar-se ao prumo da Terra, cá em baixo, como tantas vezes observei em desenhos e pinturas de outras crianças, no colégio, que não sabiam que os cornos do círculo apontam para o céu e não para a Terra e orgulhosa e distraidamente seguiam papel fora, pintando luas impossíveis. Ainda hoje gosto de pensar na Lua assim: cornos erguidos para o alto… a mirar o rasto do Sol… verdade esquiva decalcada sobre o céu da noite, reflexo invertido do espelho a luzir transparências no firmamento.

Alguns Links para saber mais sobre a Lua:

NASA

moon phase data – provavelmente a melhor ferramenta online para obter informação sobre o sol, a lua e as estrelas  

Lunar Prospector Mission – tudo sobre a primeira missão à lua da NASA, há 25 anos. Grande variedade de informação e fotografias

moon pictures – imagens lunares extremamente interessantes. Esta página da NASA contém mais de 130 fotos. Basta clicar sobre as thumbnails para aceder à informação. Close-ups da superfície da lua, vistas à distância, panorâmicas, astronautas, aterragens lunares, etc

Informação sobre o Eclipse Lunar 

Mr. Eclipse – fotos de eclipses solares e lunares de cortar o fôlego! Provavelmente o melhor website sobre eclipses fotografados disponível online

International Occultation Timing Association – Site de index e informação, para uma abordagem mais técnica e aprofundada sobre eclipses lunares

Dedicados à explicação didáctica das Fases da Lua 

lunar phases explanation – boa explicação do fenómeno através do recurso a diagramas

K-12 activity from nasa.gov – explicação do fenómeno recorrendo a objectos do dia-a-dia para ilustrar os vários conceitos nela implicados  

“scientific” moon phases activity – excelente texto e proposta de questionamento sobre o tema

phases explanation from factmonster.com -explicação do fenómeno da autoria da  Family Education Network

moon phases video demo – a NOAO (National Optical Astronomy Observatory), disponibiliza vários videoclips, em QuickTime, exemplares do fenómeno 

Existem múltiplas reflexões, estudos e teorias a propósito do efeito da lua nas pessoas, nos animais e na natureza. Eis alguns links interessantes à consulta:

moon and the tides – explicação concisa sobre a influência das fases da lua e suas diferentes posições nas marés 

how moon phases affect animals – discussão da “Solunar Theory” e dos seus reflexos em actividades como a pesca e a caça 

the real scoop on moon phases – artigo que contém uma interessante especulação acerca de outros efeitos causados pela influência lunar  

Recomendo:

about the moon – website onde encontra quase tudo o que está relacionado com a lua 

Anúncios

Uma resposta to “Os cornos da Lua e outros encantamentos”

  1. Sasuke Says:

    nada a ve aUHaHUaHUHUahuahuauhahuAuAaUHahuahuA


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: