Script #1 | Daqui a pouco: quando inverteres a marcha

Junho 21, 2006

E diria eu, há um qualquer alarme que às vezes a tua voz me despeja no ouvido, como um desígnio decidido que apenas se arrasta à espera de se consumar, e que tem sempre o dom de me turvar a clareza ao raciocínio, diante do porquê das crises súbitas. E, mesmo assim, eu sei que hás-de dar sinal de vida, já mais doce e afável e inconsequente, na tua ignorância surda que te há-de invariavelmente impedir de escutar os avisos presos na ventania. Porque vens na estrada e algumas horas de volante sem ninguém ao lado são demasiado silêncio e não há pior inimigo para o barulho da alma do que viajar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: