Sai pra lá, não vem pra cá

Junho 18, 2006

Gente, a velha máxima «em equipa vencedora não se mexe» devia ser aplicada às companhias. Más energias são como os mau fluídos, não têm espinhas e engolem-se em um ápice! Estava tudo indo óptimo, lindo, maravilhoso, o Brasil bateu a Austrália por 2-0, o almoço delicioso, o sol brincando na pele, o pessoal animadíssimo, as meninas a tratarem-me como uma princesa… E eis que eu me lembro de passar em casa para apanhar uma camisola e cumprir um apressado dever materno. No caminho retorno uma ligação de celular e, na sequência inverto os planos. Aceito o convite para jantar. Em dois minutos, o azedo na voz do outro lado e a minha intuição dizem-me que é um erro mudar o rumo. Faço ouvidos moucos à intuição. Resultado: acabo percebendo que o mau humor dos ressabiados é contagiante! Quando devolvo a pessoa a casa, perto da meia-noite, respiro de alívio. Puta merda! Vá ser grossa assim na China! Eu, hein?!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: